Modelo de Site 3
Clique aqui e solicite uma apresentação!

Planejamento financeiro fácil para sua Igreja

Publicado em 05/05/2020

Administrar sua Igreja pode ser tão complexo quanto administrar uma empresa, tem que se trabalhar com fluxo de caixa e administração de pessoas e objetivos para que a Igreja consiga ter recursos melhores e assim poder pagar suas contas e investir na estrutura ou em seus membros.

Pensando nisso, juntamos algumas informações para ajudar você a conseguir melhores resultados, crescimento e novidades dentro da Igreja. Para melhorar os números recomendamos fazer um planejamento que pode ser de 6 a 12 meses (dependendo do que for melhor para a Igreja). Esse planejamento irá trazer um cenário de projeções de entrada  e saída do fluxo de caixa, fazendo com que você se planeje para os meses que mais irá precisar investir na sua Igreja e nos membros. Vamos ao passo a passo para mostrar como você pode começar:

 

1 - Entenda o tamanho e a situação da sua Igreja

Você terá que entender o cenário da sua Igreja como um todo, saber como estão todas as contas - custos, despesas e perdas, o tempo que a Igreja está aberta ao público, os pontos positivos e negativos que isso pode trazer (público fiel, estrutura, patrimônios, etc).  Esse passo é muito importante para você poder ver quanto dinheiro que a Igreja tem e como ela se encontra para poder planejar os próximos passos.

> Dica de ouro: Nunca misture seus gastos pessoais e empresariais. Tenha inclusive contas bancárias separadas para poder avaliar os centros de custos e evitar dessa forma que qualquer uma das partes saia perdendo algum valor.

 

2 - Coloque tudo no papel

Agora que todos os dados já foram levantados, é hora de tabelar tudo, faça uma estimativa baseada no seu histórico de quanto vai receber e gastar, dividido por mês. O que você vai precisar colocar nessa tabela: salários, aluguel, fornecedores, energia, água, telefone, internet, manutenção de equipamentos e novas aquisições.

Além de todo o levantamento de contas, é nessa fase também que as metas e objetivos da Igreja são formados para guiar os próximos passos e dividir os esforços para a realização deles. Na construção dos próximos passos recomendamos que mais de um cenário seja pensado.

 

3 - Mãos à obra

Chegou a hora de dividir as responsabilidades de acordo com o objetivo da Igreja para os funcionários, redes e células. Peça para que os responsáveis façam um mapeamento com você de todas as ações necessárias e a partir daí crie um cronograma e divida as tarefas para todos participarem. Assim sua Igreja terá um plano completo de quanto precisará para cada etapa do cronograma, ficando mais fácil para acompanhamento.

 

4 - Acompanhe o plano

Após ter se esforçado tanto para ter uma visão melhor a longo prazo para sua Igreja, ainda há o trabalho de acompanhamento para ter certeza que tudo está de acordo com o esperado, ou se tiver algo que esteja dando diferença dê tempo de corrigir ainda. A melhor forma de acompanhar hoje as projeções de gastos, entradas e saídas do caixa, balanços e transferências mensais é pelo sistema Prover que conta com um sistema que integra esses pontos mencionados acima facilmente.

Mas não se esqueça do principal, uma boa gestão de membros que vai gerar um bom resultado para sua Igreja. Conte com o Sistema Prover para realizar a gestão total, com facilidade, modernidade e muita segurança de dados.

 
Compartilhe em suas redes sociais

Endereço

Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 3901 - sala 129 - Ecoville - Curitiba - PR

Entre em Contato

0800 008 8550

contato@sistemaprover.com.br

Formulário de Direito dos Titulares

Siga-nos

Prover ® 2020. Todos os direitos reservados.